EDUCAÇÃO

Mães optam por cursos a distância para conciliar faculdade com maternidade

Flexibilidade de horários é a principal vantagem do EaD apontada por quem precisa estudar e cuidar dos filhos.

Os cursos a distância, popularmente conhecidos como EaD, tornaram-se opção para quem sonha em fazer faculdade e não tem condições de frequentar aulas presenciais regularmente. Horários de estudos mais flexíveis, possibilidade de estudar em casa e mensalidades mais baixas atraem pessoas que precisam conciliar a graduação com os desafios da vida adulta. 

Maternidade: como conciliar os estudos com gravidez

Diversos fatores levam as pessoas a optarem por cursar uma faculdade EaD e, no caso das mulheres – que são 58% dos estudantes universitários – a maternidade mostra-se um motivo que pesa nesta escolha, segundo levantamento feito pela área de Inteligência Educacional do Quero Bolsa,com base no Censo da Educação Superior 2017.

58% das pessoas matriculadas em cursos EaD são mulheres. Entre os bolsistas, a porcentagem feminina é de 60%

Conciliar a maternidade com os estudos faz parte da rotina de mulheres em todo o país. Sem tempo para frequentar aulas presenciais, várias mães optam pelos cursos EaD por conta da flexibilidade de horário e a possibilidade de estudar em casa.

As estudantes de Pedagogia Adrielli Campos, de 22 anos, e Ana Flávia de Lima Santos, de 26 anos, ilustram a figura da mãe que vê no EaD a possibilidade de se formar no ensino superior.

Adrielli fazia faculdade de Direito e deixou o curso por conta da gravidez e, com o nascimento do filho (hoje com dois anos), não conseguiria ir todos os dias para a aula.

“Estudar em casa foi o meio mais fácil que encontrei, não perderia aulas e poderia ficar com meu filho” (Adrielli Campos) 

Ana Flávia chegou a cursar Recursos Humanos por um tempo, mas não concluiu o curso. Após o nascimento da filha, decidiu fazer uma faculdade EaD para se formar pedagoga.  

Vantagens e desvantagens do EaD

Como todo curso, uma graduação EaD tem suas vantagens e desvantagens. Adrielli diz que a parte positiva do ensino a distância está em estudar no conforto de casa, na liberdade em fazer seu próprio horário e poder assistir as aulas quantas vezes quiser. “Eu sempre acabo voltando alguns vídeos”, destaca a estudante ao explicar a possibilidade de se dedicar mais ao conteúdo. 

Conciliando trabalho e estudos: rotina de estudos para quem trabalha

Os pontos negativos de estudar em casa envolvem limitações do curso em si e aspectos da rotina que podem atrapalhar os estudos. Sobre a graduação, Adrielli ressalta que a demora na resposta da tutoria (professores responsáveis por orientar os alunos) em caso de dúvidas e a ausência de colegas no mesmo ambiente para a troca de conhecimento são as desvantagens. Ana Flávia destaca a limitação do aprendizado ao conteúdo disponível como forma de estudo, sem o diálogo que haveria em sala de aula. 

Dificuldades

Em relação ao dia a dia, as estudantes encontram dificuldade em tirar um tempo livre para estudar por causa da atenção que as crianças necessitam. “Para conseguir conciliar tudo, quando chego do trabalho, brinco bastante com ele, assim que ele dorme já corro para ver duas videoaulas que têm duração de 35 minutos. Nos finais de semana eu consigo ver mais, quando não tem algo para fazer”, destaca Adrielli. 

Adrielli começou o curso de Pedagogia EaD após o nascimento do filho

Com uma rotina cheia e que começa às 5h30 da manhã, Ana Flávia se reveza em levar a filha na escola, trabalhar, cuidar da criança em casa (e do lar) e ainda dedicar-se aos estudos. A jovem de 26 anos está em seu terceiro ano de Pedagogia e tira um tempo para estudar depois das 22h, aumentando o período para as aulas e atividades aos sábados e domingos.

Pedagogia em alta

Um erro comum em quem busca o curso a distância é se matricular em qualquer graduação na intenção de conseguir um certificado de ensino superior para buscar melhor colocação no mercado de trabalho. Como o método EaD exige mais controle do estudante sobre sua própria rotina acadêmica, é importante fazer algo que lhe deixe motivado.

Conheça os cursos a distância reconhecidos pelo MEC

Ana Flávia e Adrielli escolheram estudar Pedadogia, curso superior mais procurado na modalidade EaD. Segundo Adrielli, a escolha levou em consideração a identificação com a área e a carga horária da profissão. “Temos essa opção de trabalhar 4 horas (educação infantil 1) e 6 horas (ensino fundamental), que seria ótimo para poder ficar com meu filho e acompanhar seu crescimento em casa”, ressalta. Já Ana Flávia afirma a vontade de ser pedagoga se intensificou com a chegada de sua filha, unindo a paixão por crianças e a possibilidade de levar isso para o mercado profissional.

As expectativas das jovens não param na graduação. Adrielli que fazer pós-graduação em educação especial e trabalhar nesta área, setor que é carente em profissionais especializados. Já Ana Flávia foca na psicopedagogia e deseja trabalhar com orientação. 

Perfil do estudante de cursos EaD

O levantamento feito pelo Quero Bolsa mostra que o perfil do estudante dos cursos EaD é majoritariamente composto por mulheres, de 31 a 40 anos, de cor branca e que são de classes mais baixas. O ensino superior a distância recebe, em sua maioria, alunos da rede pública de ensino.  

O curso a distância é mais procurado por pessoas acima de 25 anos e que trabalham, população que não teve oportunidade de fazer faculdade ao sair da escola. Já a graduação presencial tem maior número de estudantes na faixa dos 17 aos 24 anos. 

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar