EDUCAÇÃOSAÚDEVitória da Conquista

DIVERSIDADE IMPARCIAL 25ª EDIÇÃO

O PROGRAMA DIVERSIDADE IMPARCIAL PEDE PELA CURA DO PEQUENO VICTOR SALVATORE

Na vigésima quinta edição do programa clamamos pela cura do pequeno Victor Salvatore, um bebê de 1 ano e 8 meses que foi diagnosticado no mês passado com uma patologia rara chamada AME (Atrofia Muscular Espinhal), uma doença degenerativa que compromete os neurônios motores.
Nesse momento de angústia em que vive a família, buscamos a ajuda de todos, pois a medicação custa R$ 12 milhões de reais, e esse medicamento deve ser administrado o mais rápido possível, pois é indicado até os dois anos de idade, portanto a corrida é contra o tempo.
Precisamos urgentemente mobilizar os quatro cantos do Brasil, para arrecadar esse valor em 4 meses.
Darlan de Lima Souza, pai de Victor, falou sobre a Campanha que foi lançada,
“Estamos com a campanha on line, pedindo o maior número de pessoas possível para arrecadar e compartilhar. Pedimos orações. Ações estão sendo feitas como: rifas e pedágios. Que mais pessoas compartilhem a história dele e abracem essa causa.” Declara.
Acesse as redes socias de Victor através do Instagran: @cureovictorsalvatore e no Facebook: cureovictorsalvatore.
E vamos nos unir nessa corrente de solidariedade.

Continuando a nossa programação entrevistamos a psicomotricista Klébia Cordeiro, falando sobre a dislexia, que é um transtorno neurológico hereditário, que acomente principalmente a linguagem escrita e verbal. Segundo Klébia, muitas pessoas não sabem, nem conseguem identificar, por não conhecerem o transtorno. Daí a importância dos pais ficarem atentos e não confundirem o transtorno com preguiça ou algo do tipo.
“Nós psicomotricistas percebemos a probabilidade da dislexia desde os primeiros anos de vida, por conta das funções psicomotoras, e existem várias características que trazem dificuldades de socialização, equilíbrio, conhecimento de corpo, de linguagem, de comunicação.” Afirma.
A dislexia não tem cura, mas existe tratamento, por isso é essencial que os pais procurem atendimento profissional, para que a criança possa se reorganizar, adquirir novas habilidades, aprender a lidar com as dificuldades de aprendizagem e ter qualidade de vida.

No quadro A Voz do Povo, demos voz às pessoas autistas.
Pessoas que fazem parte da sociedade, porém são invisível pela própria sociedade a qual está inserida. Pessoas que tem direitos apenas no papel, porque na prática seus direitos são negados.
A Voz do Povo, pede que acordem o Brasil, a Bahia e a nossa região para a pessoa autista que é cidadão digno de respeito como qualquer outro cidadão.
E mais, futuramente, de acordo com pesquisas científicas, a cada duas crianças, que nascerem, uma será autista.
E nós perguntamos à sociedade como um todo, e as autoridades competentes: O que vocês fizeram para receber esses novos cidadãos brasileiros?
Fica aqui o nosso questionamento ao povo brasileiro.

O Programa Diversidade Imparcial dessa semana foi dedicado à professora Adriana Alves, uma mãe especial, uma mãe guerreira, que no sábado dia 24 de outubro, teve seu querido filho Paulo Henrique de 13 anos, o pequeno guerreiro, recolhido para os braços do Pai. E hoje é mais uma estrelinha brilhando no céu. À nossa amiga Adriana e toda a família nossos mais profundos sentimentos.

Por Maria Carla.

AJUDE VICTOR SALVATORE
APOIADORES
CONCORRA A UMA BOLSA DE ESTUDOS DE 100% POR 1 ANO NO PRESENCIAL OU EAD DA MULTIVIX, A MELHOR FACULDADE DO ESPIRITO SANTO ESTÁ AGORA EM VITÓRIA DA CONQUISTA.
CLIQUE AQUI PARA CONCORRER

NÃO SE ESQUEÇA DE COMPARTILHAR ESTA PÁGINA↪

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar