DESTAQUESFamosos

Candidatas ao título de ‘Mais Bela Gordinha do Rio’ falam de preconceito

Canditadas - Mais Bela Gordinha do Rio (Foto: Anderson Barros / Ego)

Antes do concurso, nesta sexta,14, modelos plus size falaram sobre os padrões impostos para o tamanho das curvas e sobre ‘gordofobia’.

 

 

 

 

Um verdadeiro desfile de beldades acontece na noite desta sexta-feira, 14, na Feira de Tradições Nordestinas Luiz Gonzaga, em São Cristovão, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O concurso ‘Mais Bela Gordinha do Rio 2017’ – com 22 candidatas – escolherá a mulher com ‘curvas avantajadas’ mais bonita do Estado do Rio de Janeiro, que concorrerá na etapa nacional da competição.

O EGO acompanhou a preparação das modelos para subir na passarela e conversou com elas sobre preconceito e padrões impostos de beleza. “A gente sofre preconceito sempre, mesmo que seja disfarçado. As pessoas falam que temos um rosto tão bonito e perguntam o motivo de não emagrecer”, contou a representante de Duque de Caxias. Apesar do preconceito, ela completa: “Sou noiva e ele adora que eu seja gordinha. Os homens no geral gostam das gordinhas sim.”

 

Cláudia Baltazar - Organizadora do concurso Mais Bela Gordinha do Rio (Foto: Anderson Barros / Ego)

Enquanto se arrumava para subir ao palco, Gabriela Santana, representante de Campo Grande, contou que quando estava na escola ouvia apelidos desagradáveis. “É a minha primeira vez num concurso de beleza. Já sofri muita gordofobia. Na escola me chamavam de baleia. Esse concurso é um tapa na cara dos preconceituosos e nos ensina que temos que responder quando somos provocadas”, disse a candidata.

 

‘A mulher brasileira tem o nosso formato’
Adriana Baptista, representante de Mesquita, contou ao EGO no camarim que aos 43 anos resolveu respeitar suas belas curvas e se inscreveu para o concurso de beleza e afastar todo preconceito que já sentiu. “Pra mim esse concurso mostra a renovação dos padrões de beleza e da autoestima da mulher. Temos que ir contra os padrões de beleza que vemos. Eu, com meus 43 anos, estou me redescobrindo e adorando. A mulher brasileira tem o nosso formato”, disse a modelo, que compete na categoria Senior.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close