VIRAIS

Conquista: Escola de Cercadinho pede a permanência do diretor Fernando

Por Maria Carla

Professores, pais e alunos da Escola Municipal Rui Barbosa reclamam da exoneração do diretor escolar.O descontentamento é geral, porque segundo a comunidade escolar, o diretor tem feito trabalhos importantes para a melhoria da escola durante muitos anos,e por isso a decisão da Secretaria de Educação causou indignação a todos.  Segundo a professora representante do movimento Greiciele Oliveira, a Secretaria de Educação não esclareceu o motivo da decisão e não ouviu a comunidadeescolar antes de tomar tal decisão, “Como posso dizer que estamos num país democrático se nós não  podemos escolher uma direção que está dando certo pra escola? Não tem condições de tirá uma pessoa que está dando certo, um diretor que entrou lá e que trabalha pela educação. Eu sou professora, convivo nessa comunidade e sei das necessidades da escola.” Afirma.

De acordo com Dilma Pereira, mãe de aluno, ela se diz descontente com a atual gestão municipal, pela negligência com a educação no povoado, de não ouvir os pais e a comunidade escolar. E ressalta que o diretor fazia muito mais do que sua função exigia, “Enquanto todo mundo estava de férias, Fernando vinha pra Cercadinho e com suas próprias mãos pintava a escola. Ele conseguiu cumprir a maioria  das demandas da escola, queremos reivindicar a permanência do diretor Fernando.” Declara e faz um pedido, “Queremos também reivindicar um porteiro na escola pois a segurança dos alunos é garantida por lei.” Conclue.

Professora Greiciele Oliveira

Segundo declarações da professora Greiciele, se o motivo para a exoneração foi a questão da baixa nota do Ideb, a culpa não é do diretor, e sim da Secretaria de Educação, “Foram feitos pedidos de intervenção para a Secretaria de Educação intervir nas séries que estavam com deficiência. A coordenação chegou lá uma vez no movimento do Proler, simplesmente sentou-se à mesa, levantou-se e retirou-se. A outra vez foi de passagem dizendo que estava com pressa e não tinha tempo para observar as cadernetas que há muito tempo estavam problemáticas na escola. A culpa é da Secretaria de Educação que não soube investir na coordenação.” Reclama a docente.

Diante do exposto fica a expectativa se a Secretaria Municipal de Educação vai chegar a um consenso com a comunidade escolar e resolver essas questões.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar